quinta-feira, 30 de abril de 2009

MENDES E BARBOSA FICARÃO FRENTE A FRENTE NESTA QUINTA-FEIRA



Nesta quinta-feira, é grande a expectativa para o primeiro encontro do presidente do STF, Gilmar Mendes, com o ministro Joaquim Barbosa. Isso, depois do bate-boca que ambos travaram na semana passada.
Sem a presença de Barbosa, quando da abertura da sessão plenária desta quarta-feira (29), os ministros do STF cumprimentaram o presidente da Corte, ministro Gilmar Mendes, pelo primeiro ano de gestão, completado no dia último dia 23.

Joaquim Barbosa chegou a dizer que Mendes estava acabando com o Judiciário brasileiro.

4 comentários:

Carol disse...

Eliomar,

O Ministro Gilmar Mendes está sendo submetido a uma campanha sórdida. A maioria apoia a canalhice por pura ignorância, embarcando nas campanhas de difamação sem nenhum critério. Mas uma boa parte, movida por pura vigarice, tenta descaradamente transformar em demanda coletiva o seu interesse particular.

Em discurso, o Ministro Celso de Mello ressalta a atuação de Mendes, quando este defende "a intangibilidade da Constituição que nos governa a todos, sendo este Tribunal o garante da integridade da ordem constitucional, impedindo, assim, com atuação firme e independente, que razões de mero pragmatismo ou de simples conveniência de grupos, instituições ou estamentos prevaleçam e deformem o significado da própria Lei Fundamental."

Conforme diz Reinaldo Azevedo, Gilmar Mendes desenvolve um "Trabalho realizado com destemor. Se há um homem no país que não cede às patrulhas, é ele. Se há uma autoridade que não teme a delinqüência a soldo que tomou conta da Internet, especialmente nos blogs de larápios (alguns são ladrões de dinheiro público mesmo), é ele. E, por isso, a delinqüência organizada o escolheu como alvo."

Paulo disse...

Carol,fazer comentários,tendo como base inspiradora o comprometido Reinaldo Azevedo,defensor do tucanato(não é por isso),mas aliado de FHC que,quando Presidente,colocou Gilmar no STF,sem que o mesmo tivesse os títulos necessários para o cargo,é um pouco demais.Ou você queria que o pútrido jornalista falasse bem do Ministro Joaquim Barbosa.Você,deve ser daquelas pessoas que acham que Daniel Dantas faz um bem danado ao Brasil.

Anônimo disse...

É preciso ter compostura, além de preparo intelectual, para fazer parte da mais alta corte do pais. Isso me parece que nenhum dos dois tem.

Carol disse...

Algumas pessoas têm o hábito de medir os outros pela sua régua. É o caso do Paulo.

Engano seu, companheiro, não sou maria-vai-com-as-outras. Pra mim, seria bem mais fácil fazer coro com a maioria, né? Como deve ser para alguns divertido jogar lama na reputação dos outros. Mas prefiro ser justa. Nem que pra isso tenha que arcar com o ônus da solidão.

Algumas considerações:

1- Quem defendeu Gilmar Mendes não fomos só eu e Reinaldo não. Foi todo o colegiado do STF, junto com representantes da OAB e de outras instâncias do Judiciário.

2- Defendo Gilmar Mendes por convicção. Como defendo FHC. São duas vítimas da máquina petista de sujar reputações. Se FHC tivesse feito METADE das estripulias de Lulla teria sido "impichado", com certeza. Mas a história vai fazer justiça, disso não tenho dúvida.

3- O fato dele ter sido nomeado por FHC só lhe confere mérito. Naquele tempo, as nomeações eram feitas por CRITÉRIOS TÉCNICOS e competência, e não por motivos partidário-ideológicos, como hoje é a prática.

4- Por fim, sou fã de Reinaldo Azevedo. Em algumas questões discordo dele, mas em análise da política brasileira não existe ninguém que o supere. Nesse campo ele é O melhor. Porque ele não tem preferências nem lado, a não ser o da lei, o da democracia, e o da defesa incondicional do estado de direito.

Portanto, não me meça pela sua régua, companheiro.