segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

JARBAS VASCONCELOS REITERA CRÍTICAS E AVISA: NÃO VAI DEIXA O PMDB


O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) concedeu nova entrevista à imprensa nesta segunda-feira, no Recife, para tratar sobre as duras críticas que fez ao seu partido durante entrevista à Veja. Entre várias queixas, ele disse que a legenda é corrupta e que só pensa em troca de cargos. Jarbas reiterou os ataques.

Apesar de reconhecer o desconforto, o senador disse que não pretende sair do PMDB, nem acredita em um processo de expulsão. "Não acredito em expulsão. Pode ser que tenha um processo, mas as pessoas [corruptas] têm perfil conhecido. Eu não retiro nada do que eu disse, quem quiser [me] processar, procure o conselho de ética do partido", afirmou.

Jarbas também fez questão de rechaçar a tese de que estaria na verdade criando condições de trocar de partido. "É ridícula essa tese de que estou fazendo isso para ser expulso. Minha função é ser senador", disse.
(Com o Blog da Folha)

17 comentários:

Anônimo disse...

Eliomar,

Até que enfim alguém enfrenta certas mistificações do lulopetismo, novo irmão siamês de patrimonialistas do partido mais fisiológico do país: o PMDB.

Já tinha até me convencido de que a corrupção, o uso da máquina pública com manipulação de licitações e outras patifarias já haviam caído no rol das banalidades. Achava que ninguém mais se importava com a gravidade desses crimes que tanto atraso e miséria causam ao país.

Felizmente descubro que nem tudo está perdido. Alguém ainda consegue ter voz para denunciar, para se indignar. E isso até renova a esperança, aquela que um dia afirmaram que ela venceria o medo, lembram? Só que antes disso tentaram matá-la.

Algumas verdades que destaco na entrevista de Jarbas:

- Sobre a política atual, afirmou que temos um "quadro político de mediocridade em que os escândalos não incomodam mais e acabam se incorporando à paisagem."

- Quanto ao PMDB, falou que o "partido resolveu adotar a estratégia pragmática de usufruir dos governos sem vencer eleição."

- Sobre o Bolsa-Família, definiu-o como "o maior programa oficial de compra de votos do mundo. (...) A situação imediata do nordestino melhorou, mas a miséria social permanece."

PARABÉNS, Senador Jarbas Vasconcelos. E obrigado por reavivar a esperança de que o Brasil ainda pode ter jeito.

Carol

Anônimo disse...

Ele descobriu a América! Só agora senador, depois de tanto tempo.

Anônimo disse...

Olha só a revista que ele escolheu para fazer a denúncia dele. Aquela de sempre.

A.Morais disse...

Tudo que o Jarbas falou do PMDB é pura verdade. Nominou Sarney e Renan que só são santos para o Lula que se igualou. O PMDB é isso: Sarney e Renan estarao com o candidato do Lula. Temer e outros com o Serra e no final estarao no poder seja quem for o presidente.

Anônimo disse...

Jarbas Vasconcelos, doublé de senador do PMDB e braço tucano no seu partido deitou falação contra a eleição de José Sarney para a presidência do Senado, rotulou o partido a que pertence de corrupto e “sempre correndo atrás de vantagens“. Só não confessou sua paixão por FHC e Serra para não ficar mal na história, vender a impressão que defende a moral e os bons costumes na política. A propósito da eleição de Michel Temer nem uma palavra.

Enquanto isso às viúvas raivosas do FHC saem da toca parabenizando esse cara de pau. Vocês querem que eu lembre ou desenhe os escândalos dos tucanos.

Anônimo disse...

O cidadão brasileiro não tem lá muita idéia do que foi o governo FHC ou do que significou o governo FHC em termos de toma lá leva o Brasil, mas põe aqui vinte por cento de comissão. Seja nas privatizações, seja na mudança da lei de patentes, no contrato para o monitoramento da Amazônia – SIVAM – a primeira grande mutreta do governo FHC e um monte de pequenas concessões que somadas juntam-se ao processo de doação do País.

Anônimo disse...

Um Senador que sabe de irregularidades e as usa para ESTRATÉGIA política, em vez de denunciar ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal, é CHANTAGISTA e COVARDE.

Anônimo disse...

Pessionado para citar nomes, o senador COVARDEMENTE esquivou-se, dizendo ser uma denúncia "genérica".

Anônimo disse...

E por que o Jarbas Vasconcelos não falou isso quando o PMDB se vendeu a FHC para aprovar a reeleição ou para barganhar ministérios no governo tucano?

Anônimo disse...

Estão desviando o foco para o passado ou desqualificando o acusador.. tudo manobra para esconder o aqui e agora. Resumindo: o que o senador falou é VERO? Merece desdobramento, aprofundamento?... O que disse tem procedência?... Com medo, a turma vai acabar dizendo que ele enloqueceu! O senador Jarbas pirou e bota num asilo qualquer!

ferreira disse...

(Carol) Só agora o Sen. Jarbas, fundador do PMDB, veio descobrir essa face do seu partido? Porque ele não diz que o PMDB aliou-se a Serra e Kassab nas eleições de outubro/2008? Como ele brada que vai apoiar o Serra, aliado do Quércia? Gostaria de conhecer o garçom idiota que trocou um emprego de R$465,00 por uma ajuda de R$80,00 do B.Família.

COMISSARIO DO SANTO OFICIO disse...

"Vocês querem que eu lembre ou desenhe os escândalos dos tucanos.", pergunta o Anônimo. Quero que você desenhe e exponha aqui os escândalos dos tucanos. Mas desenhe, também, os escândalos dos petistas. Abra o seu baú de memórias da corrupção seja lá contra quem for, mas abra mesmo e não proteja ninguém. Isso faz bem à política com P maisúsculo! COMISSARIO DO SANTO OFICIO.

Anônimo disse...

Dr. Jarbas não merece esse partido. Saia daí, doutor ! A sua santidade está sendo chamuscada ! Uma estátua pra você !!

João Teles

Prof.Othoniel Lopes disse...

O Senador disse foi pouco.Veja o caso daqui do Ceará.O Presidente do PMDB que iniciou sua vida publica através da GENROCRACIA, elegeu-se depois e deixou o sogro Paes de Andrade a ver navios.Pra compensar arranjou a Embaixada de Portugal para o Paes, que por sua vez foi expulso de lá a pontapés sem que o genro Eunicio partisse prá defender o sogro.Além do mais fez fortuna ao tempo do Paes na Presidencia da Camara e Presidente da Republica arranjando contratos milionários para a sua empresa Confederal.Viva o Senador Jarbas Vasconcelos!!

Anônimo disse...

Independente das motivações, confessáveis ou não, do Sen. Jarbas. ele tem profunda razão em tudo de falou.
É inutil tentar justificar a corrupção de hoje com a do passado. Temos é que passar este país a limpo, criar uma nova ordem político-administrativa, mais ética e eficiente.
Temos é que "despartidarizar" o debate e exigirmos dos políticos uma nova postura.

Anônimo disse...

É uma graça! Ou melhor, é uma desgraça! Os petistas se defendem das acusações da forma mais vil e pilantra possivel, ou seja: acusando o governo anterior das mesmas coisas de que são acusados, pra ver se conseguem ganhar imunidade. Como diz a música do Ivan Lins, "somos todos iguais nessa noite".

Por que não se defendem com argumentos? Preferem arjumentos, é?

De minha parte, podem acusar os escândalos da era FHC que vou sempre repetir: que a Justiça prevaleça e que os culpados paguem pelos delitos, independente de qual seja o partido do vagabundo.

Sei que, diferente de Lula, FHC nunca afagou bandidos e nem deu cheque em branco a meliante. O PT se possível faz até passeata, ou briga com país aliado pra livrar a pele de bandido assassino da esquerda.

E vocês seguem o jogo do PT, né? Ficam logo espumando raivosos, bufando de ódio quando alguém denuncia as falcatruas de vocês. Que coisa esquisita, né?

O Ferreira não imagina o quanto fico feliz em constatar que estou do lado oposto ao dele, com minha consciência livre, sem defender bandidos de qualquer espécie, ideologia ou partido político. Só quero que vigaristas tucanos, petistas ou pmdbistas paguem por seus erros. Só isso. Torço pelo Brasil, que um dia deixará de ser "UM PAÍS DE TOLOS".

Carol

flavia Baioco disse...

admirável!!!!! demonstração de coragem e caráter. A cortina começa a cair, e claro o PMDB junbtamente com esses todso apontados, inclusive Michel Temmer não pode ficar de fora, muito menos Orestes Quercia, que arrombou o IPESP.A esperança é que com isso o nosso Presidente tome também posições como a dele, e veja quem está e deve manter jun to ao governo.