quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO ATRASA ANÚNCIO DO SECRETARIADO

"A demora em concluir a avaliação de desempenho de cada secretaria e órgão do segundo escalão da Prefeitura de Fortaleza é a principal pendência que vem travando o anúncio das mudanças prometidas pela prefeita Luizianne Lins (PT) para o segundo mandato. A informação é do secretário do Governo, Waldemir Catanho. “Primeiro vai ser concluído esse balanço interno, para depois começarmos as rodadas de conversa”, disse ao O POVO. É a partir dessa avaliação que Luizianne pretende mexer no tabuleiro de seus colaboradores mais diretos, para definir quem fica ou sai da Prefeitura, ou quem será remanejado entre as estruturas político-administrativas. Já por “rodadas de conversa” entenda-se a fase final e decisiva - quando os principais aliados políticos serão chamados para baterem o martelo nas alterações que estão sendo planejadas para o comando de algumas pastas. Toda a estrutura político-administrativa do Município engloba 14 secretarias temáticas, sete Secretarias Executivas Regionais (considerando-se a do Centro), quatro institutos, três empresas, duas coordenadorias, duas fundações e uma autarquia, entre outros cinco órgãos. Catanho antecipa que as alterações serão pontuais, e diz por que: “A mudança não vai ser um percentual muito elevado, porque nós ganhamos a eleição”, explica. “E nós não ganhamos porque nossas propostas eram bonitas. Nós ganhamos porque o povo confirmou que o que dissemos era verdade”, afirma ele, dando a entender que a maioria dos dirigentes foi aprovada nas funções exercidas no primeiro mandato. Inicialmente, o desfecho do processo de avaliações setoriais e negociações políticas estava previsto para o próximo dia 6 de fevereiro, conforme admitiu a própria prefeita ao O POVO, no mês passado. O prazo, no entanto, foi reavaliado. Atualmente, não existe data específica. Na Prefeitura, fala-se, agora, no final da primeira metade deste mês. “Nós pretendemos encerrar o assunto até o final da primeira quinzena”, projetou Catanho, para em seguida ponderar: “Isso não é imposto de renda, que tem de ser declarado até o dia 30 de abril, para não pagar multa”.


* Do O POVO, leia mais aqui.

4 comentários:

josé sales disse...

Notícia para colocar "boi para dormir". Nada vai mudar de susbtancial no Sceretariado Municipal. "Está tudo indo muito bem". É isto que devemos entender da entrevista do Secretário de Governo Municipal.

josé sales disse...

Enquanto isto a Prefeitura vai "doando" áreas verdes públicas para construção de sede de tribunale a SEMAM/ Secretaria do Meio Ambiente e Controle Urbano, através de sua diligente Secretaria Daniela Martins, licenciando. Pelo visto entende-se que a função da SEMAM não é preservar e controlar o Meio Ambiente e sim "incentivar" a destruição do que resta de espaço público e áreas verdes.

Anônimo disse...

Onde lê-se "avaliação de desempenho", LEIA-SE "arranjos e conchavos", regados a muita briga, pressão e alusões a compromissos assumidos. Muitos se auto-proclamam pais (ou donos) dos 0,16% que elegeram a Prefeita no 1° turno, e a grande maioria quer cargo com autonomia, "porteira fechada". Tá difícil conciliar, e tome enxaquecas e INDISPOSIÇÃO.

Anônimo disse...

Se houvesse uma avaliação de desempenho, quem seria trocada era a prefeita! Não seria o secretariado.