segunda-feira, 13 de abril de 2009

OBAMA SUSPENDE RESTRIÇÕES ÀS VIAGENS E AO ENVIO DE REMESSAS A CUBA

"O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, decidiu hoje suspender as restrições às viagens e aos envios de remessas a Cuba, declarou à Agência Efe um alto funcionário do Governo.
Obama deu ordens aos Departamentos de Estado, do Tesouro e do Comércio para que, o quanto antes, comecem a eliminar estas restrições e facilitar as comunicações com a ilha.
As medidas foram acompanhadas por um apelo ao Governo de Cuba para que não interfira nas remessas de dinheiro e produtos. Segundo o alto funcionário ouvido pela Efe, o objetivo da iniciativa tomada hoje é "apoiar o desejo do povo cubano de determinar seu próprio destino".
A partir de agora, as pessoas que quiserem poderão enviar remessas e ajuda humanitária à ilha. Também foi suspenso o veto a produtos como sementes para plantações e artigos para pesca.
As remessas liberadas pelo Governo americano poderão ter como destinatário qualquer cidadão de Cuba, com exceção de funcionários do regime, que não poderão se beneficia das medidas."

(EFE)

Um comentário:

Paulo disse...

Jogada inteligente, a do Presidente Obama,mas que esbarra,num possível controle de entrada de dinheiro,pelos castristas no Poder.Fazer turismo,em Cuba,não dá,falta estrutura de hospedagem,transporte e alimentação,tudo,um desastre.Sobra a prostituição,aparentemente,às escondidas,mas do conhecimento de todos.Obama deveria aproveitar o saco de bondades, e renovar a frota de carros na ilha,mandando prá lá modernos veículos,dos anos 70 e 80.A gasolina,o Chavez paga.Na verdade,o que Obama pretende,é comer o mingau pelas beiradas,minando,aos poucos o atual regime cubano.Fidel,que já disse não aceitar esmolas,está morre e não morre.Raul Castro,com a morte de Fidel,não teria sustentação para se manter no Poder.Mas,ao mesmo tempo se pergunta:o que será pior para Cuba:continuar no atual regime ou entregar-se quesitos de modernidade,liberdade do povo americano? Claro,outras potências já estão de olho nas pretensões norte-americanas para com Cuba.Talvez,esteja aí,o equilíbrio de ações,com algum resultado positivo para o povo da Ilha.