quarta-feira, 15 de abril de 2009

PROTÓGENES DIZ QUE VAI RECORRER CONTRA AFASTAMENTO


"O delegado federal Protógenes Queiroz afirmou, nesta quarta-feira, que tentará reverter judicialmente a decisão da corporação de afastá-lo do cargo por tempo indeterminado, medida classificada pelo delegado como "arbitrária". A decisão foi tomada pelo diretor-geral da Polícia Federal, delegado Luiz Fernando Corrêa, e anunciada em portaria no dia 9 de abril.Protógenes, que foi responsável pela prisão do banqueiro Daniel Dantas na Operação Satiagraha, é investigado pela participação em um comício eleitoral na cidade de Poços de Caldas (MG), em setembro de 2008. De acordo com o diretor-geral da corporação, servidores públicos da ativa não podem se envolver em campanhas políticas."Os meus advogados estão avaliando a maneira de entrar com uma medida judicial para reverter esse ato que eu considero arbitrário", afirmou Protógenes, que nega ter participado de comícios políticos. "Me sinto injustiçado e perseguido pessoalmente dentro do departamento de Polícia Federal. Isto está claro, é uma perseguição clara", completou.Se for confirmada a participação do delegado na campanha eleitoral no interior de Minas, Protógenes pode sofrer punição que vai desde a suspensão até a demissão. O processo, de acordo com a PF, está na fase da coleta de depoimentos das testemunhas. A assessoria de imprensa da Polícia Federal informou que é comum o afastamento de servidores quando são alvo de processos."

* Do Portal Terra, leia mais aqui.

Um comentário:

A. Morais disse...

O Protogenes ficou como aquilo nagua. Vou falar, não falou, disse negou. Fala tudo que sabe que terá o povo do teu lado. Desta forma vai ser massacrado e ninguem vai ter compaixão.