quinta-feira, 2 de abril de 2009

FOLHA: TASSO PAGA JATINHO COM DINHEIRO DO SENADO

"O senador Tasso Jereissati (PSDB-CE) tem o hábito de usar parte de sua verba oficial de passagens aéreas para fretar jatinhos que são pagos com recursos do Senado. O ato da direção da Casa que regula o benefício não permite esse tipo de procedimento, mas o tucano diz ter obtido autorização especial para fazer as suas viagens. Entre 2005 e 2007, Tasso gastou R$ 335 mil. Depois, as despesas foram publicadas sem registro de seu nome. De lá para cá, foram mais R$ 134 mil, totalizando R$ 469 mil, segundo o Siafi (sistema de acompanhamento do Orçamento).
O senador confirmou à Folha que foi usuário de jatinhos fretados e bancados com o dinheiro do Senado nos últimos quatro anos, mas enviou documentos em que assume gastos menores: R$ 358 mil. Tasso tem o seu próprio avião, um jato Citation. Ele afirma que recorre a fretamentos quando o seu está indisponível. Ele diz que a autorização foi obtida após o envio de ofícios para o então diretor-geral da Casa, Agaciel Maia. As brechas foram autorizadas pessoalmente pelo primeiro-secretário da Casa entre 2005 e 2008, Efraim Morais (DEM-PB), sem consulta à Mesa Diretora.
Há dois meses, o Senado enfrenta acusações em série contra congressistas e diretores. Agaciel foi o primeiro a cair, após a Folha revelar que ele mora numa casa de alto valor não declarada em Brasília. O jornal também mostrou que servidores receberam hora extra em janeiro, quando a Casa estava em recesso.Tasso diz que aproveita o saldo de passagens não usadas para fretar jatos. Por mês, ele tem direito a R$ 21.230, o que daria para voar nove vezes entre Brasília e Fortaleza, pela tarifa mais cara da TAM (R$ 2.379).O senador afirma que em 2005 e 2006 o uso de jatos fretados foi alto (há nove registros de pagamento) em parte porque na época ele presidia o PSDB. Admite, assim, ter usado a verba de passagens do Senado para viagens partidárias.
Foram pelo menos 16 pagamentos feitos pelo Senado desde 2005. A ONG Contas Abertas, especialista em analisar o Orçamento, fez pesquisa em todas essas despesas. Tasso só aluga jatinhos da empresa TAM. Nem sempre há a identificação dos trechos voados nem se os valores pagos se referem a uma ou a mais viagens.
Apesar de ele ser do Ceará, em três oportunidades os pagamentos do Senado foram para que o tucano viajasse no trecho "São Paulo-Rio-São Paulo".Não há uma tabela de preços para os chamados voos executivos no mercado. As empresas costumam fazer preços especiais para viajantes frequentes. Também depende do número de assentos do aparelho escolhido. Em geral, um voo de ida e volta de São Paulo ao Rio varia de R$ 15 mil a R$ 25 mil.Não é conhecido o uso que todos os 81 senadores fazem de suas cotas de passagens aéreas -cinco por mês. É expressamente proibido dar dinheiro para os senadores viajarem aos seus Estados. O ato que normatizou as passagens, de 1988, determina que fica "extinta a ajuda de custo paga aos senadores para transporte aéreo".
Há uma coincidência no caso de Tasso usar jatinhos pagos pelo Senado a partir de 2005. Foi nesse ano que o senador comprou seu jato, cuja cotação à época era de US$ 3 milhões.
Segundo Tasso, o aluguel de jatinhos fretados ocorre porque, às vezes, o seu está em revisão. O tucano nega que possa ter usado o dinheiro de sua verba de passagens para comprar combustível para seu avião. As notas fiscais que apresenta são sempre de fretamento de aeronaves da empresa TAM.Outra coincidência é o fato de o nome de Tasso ter sumido dos controles do Siafi nas ordens de pagamento de jatinhos fretados no período em que começaram a surgir rumores de que ele comprava combustível de avião com as verbas de bilhetes aéreos do Senado. O tucano nega ter pedido que seu nome não aparecesse.
Em 2005, 2006 e em parte de 2007, o sistema orçamentário sempre menciona da seguinte forma os desembolsos a favor da TAM: "Pagamento da NF [nota fiscal] ref. ao fretamento de uma aeronave pelo senador Tasso Jereissati".A partir de julho de 2007, a descrição muda: "Pagamento da NF ref. ao fretamento de aeronave pelo senador". Não aparece mais o nome do congressista -mas trata-se de Tasso, como o próprio tucano reconheceu ontem à Folha."

(Folha de São Paulo)

21 comentários:

Marcos_Ce disse...

Bom dia!

Rapaz, isso é vergonhoso. O senador Tasso tem dinheiro pra ter seu próprio jatinho. Vários jatinhos na verdade. Isso mostra como é fácil colocar a mão no nosso dinheiro.

Anônimo disse...

O que se pode chamar de FreTasso. Olha o galeguinho aí gente. ele queria ser o homem mais correto do mundo, tem o velho ditado popular, " um dia a casa cai", mas isso são só ruídos. kkkkkkkkkk.

Anônimo disse...

Epâ, o todo CORRETO Tasso usando verba do Senado para isto, também tem telhado de vidro, hem Tasso.

Anônimo disse...

RAPAZ, QUER DIZER QUE O ARAUTO DA MORALIDADE PÚBLICA, TASSO JEREISSATE, USA JATINHO ÀS NOSSAS CUSTAS, É?? E O FUDIDO SOU EU, POIS NÃO TENHO DINHEIRO PARA TROCAR MEU CARRO VELHO!!!

Luis Arthur Silva disse...

Tasso se beneficiar do poder público não é novidade nenhuma. É só nos recordarmos de como suas empresas cresceram quando foi governador. No mais, "FreTasso" foi ótimo!!

Nilo disse...

Bonito hein senador!!!! E agora? A casa caiu! Pede pra sair!! Ligeiro!!!

ferreira disse...

Ainda tem a coragem de dizer que não gastou R$469.000,00, como afirma o jornal, mas apenas R$358.000,00. Aos poucos os "honestos" que vivem a espinafrar o governo estão sendo desmascarados: Agripino, Skaff, Mão Santa, Flexa Ribeiro, César Maia, Tasso Ribeiro Jereissati, e outros. kakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakakaka

Anônimo disse...

Eliomar,
e os jornais locais, calarão?

Anônimo disse...

O Blog surpreendeu positivamente. Outrora taxado de "porta-voz" oficial do Gabinete do Senador, rendeu-se aos fatos e repercutiu uma notícia que já faz parte dos bastidores políticos. Como diria o senador "Mão-Santa": " No Senado não existe nenhum santo, nem o Suplicy, nem Eu".

Normando disse...

Doutor Tasso, o senhor não precisa disso, home! Valha-me Deus, que decepção!!

Anônimo disse...

Gostei do "FreTasso" e aí defensores de plantão do Tasso, o que acham disso tudo? Cadê o Fernando Hugo, o Moesio Loiola, João Jaime, Patrícia, Ciro e outros babões do senador, não vão sair em defesa do guru?

EMISSÁRIO CELESTIAL DOS DESVALIDOS disse...

Deve-se investigar quantas dessas viagens serviram para tratar dos negócios comerciais particulares do próprio senador. e o quanto da riqueza fabulosa dele tem de recursos do esforço público. Nada disso é novidade, pois as grandes riquezas privadas do Ceará têm origem no dinheiro público e, por isso, deveriam ser fiscalizadas pelos TCU, TCEs, TCMs e serem obrigadas à publizaçao da aplicaçao desses recursos. A esculhambaçao do conluio entre público e privado no Brasil (e no Ceará, particularmente) tornou-se prática habitual onde estao metidos empresários, Estado(governantes), políticos em geral. Tá tudo dominado ou melhor tá tudo esculhambado. E os que nao têm eco de voz falarao pelas vozes de quem, se já nao existe mais a voz dissidente, a voz crítica, a voz de combate, a voz do sindicato independente, a voz do partido nao estatizado ou nao governabilizado, a voz do PT, a voz dos comunistas, a voz dos brizolistas, a voz da Igreja dos pobres? Tétrica e tenebrosa realidade! EMISSÁRIO CELESTIAL DOS DESVALIDOS

Anônimo disse...

Ih, pegaram o madre superiora com as calças na mão! Que vergonha, coroné!!!

Zé do Povo

Anônimo disse...

Minha crença na seriedade e integridade do Senador Tasso continua inabalada. Ele é um dos poucos políticos que se importa genuinamente com o nosso Estado e nosso país.

Ricardo Amaral disse...

Deixa eu entender. Em vez de usar toda a verba a que tem direito com passagens, o senador Tasso prefere usar o próprio avião, usando a talverba apenas eventualmente. Ou seja, ele gasta menos do que os outros e ainda é o mais cobrado?

Será que os demais senadores abrem mão dessa verba como Tasso, mesmo que parcialmente?

Anônimo disse...

O diretor-geral do Senado, Alexandre Gazineo, divulgou nota nesta quinta-feira em defesa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Reportagem publicada hoje pela Folha mostra que Tasso gastou R$ 469 mil em recursos do Senado para fretar jatinhos entre 2005 e 2007.

Gazineo afirma que a utilização da cota no fretamento de aviões tem "absoluto caráter de legalidade". Segundo ele, ato da direção do Senado editado em 1988, referente à cota de passagens aéreas, é omisso no que diz respeito à utilização da verba para o fretamento de jatos.

Por esse motivo, Tasso não teria cometido irregularidades. O diretor diz que o tucano utilizou o saldo da sua cota de passagens aéreas para pagar o fretamento.

"O senhor Tasso Jereissati, mediante processo administrativo legal, requereu à Mesa Diretora que autorizasse o pagamento de transporte por ele utilizado, junto à empresa aérea nacional regular, valendo-se para tanto do saldo referente às passagens aéreas por ele não utilizadas", afirmou.

Segundo Gazineo, a direção do Senado autorizou a utilização da cota de passagens no fretamento porque não viu irregularidades na solicitação do parlamentar. "Nota-se, deste modo, que a atuação do senador Tasso Jereissati pautou-se, de forma iniludível, pelos ditames da legalidade, transparência e publicidade, restando observados os princípios constitucionais que norteiam a administração pública e as normas que regulam a atividade parlamentar no Senado", afirma a nota.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

MAURO VIEIRA disse...

povinho besta! qual o problema ele usar a verba q tem direito com o que ele quiser, vao atras da petralhada, dos dolares na cueca! ele nao fez nada escondido , ja o PT esconde dihneiro ate nas peças intimas kakakakak. SENADOR TASSO PRA MIM E PRA MUITOS Q CONHEÇO CONTINUA COM A MESMA DIGNIDADE.

Cairo disse...

vergonhoso é o q nunca se descobre o q fica por debaixo do panos a vida toda: certos filhinhos q foram super protegidos pelo papai. Outros que levam a sogra pra paciar as custas do Governo. Ja Tasso tudo ele explica muitoo bem, ele nem precisa desse dinheiro, mas tem todo o direito de usar , ja que nao pega aviao de carreira, pode pagar sim a gasolina do seu aviao, tem todo o direito. é o que penso e ponto final. Cairo Xavier

Anônimo disse...

O corregedor do Senado Federal, senador Romeu Tuma (PTB-SP), afirmou nesta quinta-feira (2) que não haverá investigação sobre o suposto pagamento de avião fretado com verba oficial pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). A informação foi publicada hoje pelo jornal Folha de S.Paulo.
"Ele tem liberdade de usar (a verba). Ele está apresentando comprovante de uso. Se ele fez uso do avião, é permitido que ele faça. Ele tem R$ 15 mil para usar em vários segmentos", afirmou Tuma. "Não é proibido. Não há impedimento para isso. Precisa de uma regra mais clara para evitar especulação e distorção, porque as regras hoje são um pouco abertas", acrescentou o corregedor.

FONTE: FOLHA DE SÃO PAULO

Paulo disse...

Pode até não ser aceitável,mas é legal.Portanto,mudem-se as leis.

Anônimo disse...

Engraçado o Senador Tasso jereissati diz que não dar lucro ser Senador da Republica e sim prejuizo, ora Senador então volte para o Ceará, volte para as suas empresas ou para o Governo do Estado e lá V. Excia terá bonnns lucros.
Quintino Brasil-Maracanau-Ce.