quarta-feira, 6 de maio de 2009

CASA DO ESTUDANTE EM CLIMA DE PINDAÍBA

A Casa do Estudante, com sede em Fortaleza, esté novamente em clima de pindaíba. Só tem dinheiro de custeio para mais dois meses. A direção do local, que acomoda 130 alunos do Interior, diz que isso foi consequência da falta de repasse de 20% do valor cobrado por entidades com relação á carteira estudantil.
Há ameaça também de corte da energia elétrica. Por mês, a Casa do Estudante paga cerca de R$ 3 mil e faltou o dinheiro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Novidade! Sempre foi assim!João

ericodc disse...

esse problema é antigo mesmo. Só me parece que há uma saída. Que os depósitos sejam feitos em uma conta conjunta entre entidades e a a casa, e que estes possam sacar a sua parte diretamente nessa conta sem depender do bel prazer dos carterinheiros, pois essas entidades não fazem nada em prol dos estudantes e nenhuma luta.

Em tempo, a medida de se extrair parte do que é arrecadado com as carteiras sempre foi uma forma do poder público, não devemos entrar no mérito se é estadual, municipal ou federal, se colocar a parte de qualquer compromisso com este equipamento social.