sexta-feira, 10 de abril de 2009

AVANÇO DO MAR - PREFEITO DE CAUCAIA ADOTA POSTURA DE "PILATOS"


A tradicional Barraca Peixe Frito

Que tristeza! Neste clima de feriadão santo, o pecado continua morando ao lado de Fortaleza.
Na Praia do Icaraí, em Caucaia, o rastro de destruição feito pelo mar naquela banda do Estado avança sem providências concretas.
O prefeito Washington Goes (PRB), que até agora não disse a que veio, pois chegando aos 100 dias de gestão, adotou a postura de "Pilatos": lavou as mãos com água salgada e se esqueceu de, pelo menos, protestar e cobrar a liberação de recursos federais para a construção de um espigão de proteção.

13 comentários:

Anônimo disse...

Ah, tá certo.. e a prefeitura tem de arcar com o prejuízo dos barraqueiros que há anos exploram a natureza à beira do mar? Pelo que eu saiba, não há nenhuma casa ameaçada e sim as barracas dos empresarios... caucaia tem coisa mais importantes para resolver...

Anônimo disse...

Esse prefeito é um zero à esquerda. A única obra dele até agora foi fazer a LICITAÇÃO da merenda escolar na segunda-feira de Carnaval.

Thiago de Menezes disse...

Essas barracas deveriam é serem demolidas. O avanço do mar é um processo natural. As barracas é que não deveriam estar lá. Onde elas estão atualmente é onde seria hoje a faixa de areia da praia.

Vanda Claudino Sales disse...

Prezado Eliomar, a situação da erosão do litoral oeste da Região Metropolitana de Fortaleza há muito tempo pode ser classificada como desastre ambiental de grandes proporções. As praias de Caucaia e São Gonçalo do Amarante estão em recessão catastrófica há anos, perdendo desde alguns decimétros a vários metros de faixa praial por ano. A prefeitura de Caucaia com certeza tem que intervir nesse processo, porém, caberia ao governo estadual adotar providências necessárias, porque as intervenções para controle da erosão no Icaraí e praias adjacentes, se não for realizado de acordo com um amplo projeto de mitigação do problema, em nada resultará. Se a intervenção for feita apenas no Icaraí, e de forma não integrada, a erosão dessa praia não irá arrefecer e, em adição, as praias a oeste sofrerão mais ainda esse processo devastador. Isso porque as ondas, as correntes e os sedimentos que alimentam as praias deslocam-se de leste em direção a oeste, de maneira inexorável. Se não for feito controle dos processos que produzem a erosão a montante, na área de Fortaleza e a leste de Fortaleza, infelizmente, nada de bom pode resultar de uma intervenção localizada. Mas o fato é: nem o prefeito de Caucaia nem o governo do Estado estão preocupados com isso. O que hoje mobiliza essa turma do poder local não é controlar o problema ambiental que já existe, é criar outros...veja aí o super-aquário, a energia eólica, a carcinicultura, e por aí vaí.... Abraço para você e boa páscoa.

Vanda Claudino Sales disse...

Ops! Aí está o que bem não é: o avanço do mar não é absolutamente um processo natural! Do ponto de vista natural, o avanço é da ordem de 2mm por ano, quase imperceptível! O avanço nas praias do litoral oeste da Região Metropolitana de Fortaleza resulta da forma desastrosa de ocupação da faixa costeira, inciada com o porto do Mucuripe e continuada com várias outras situações, como a construção de edifícios dentro do mar, a instalação de molhes costeiros, e assim vai. Se hoje há apenas barracas (??), certamente, a continuar esse processo, em um futuro bem próximo, não será mais assim..o mar está avançando mesmo, com gosto, e vai chegar mais dentro da zona costeira. Aliás, perder praia é um desastre em qualquer lugar do mundo, e a praia natural é de areia mesmo, não de edifícios.

josé sales disse...

Segundo consta a Prefeitura de Caucaia irá fazer um imenso muro de contenção de alguns quilometros de comprimento, ao custo de mais e 90 milhões. Desta forma o mar não nas áreas construídas e também ninguém chega na praia. Vão construir um vadadeiro dique holandes em plena Praia do Icaraí. Uma solução que é um verdadeiro "non sense". O negócio é perguntar de quem é tão "brilhante idéia" e de onde virão estes 90 milhões a ser aplicados.

josé sales disse...

Cara Professora Vanda Claudino. Como sempre vossas postagens são esclarecedoras. O problema Caucaia existe desde as originais ocupações irregulares e indevidas dos loteamentos e condominios do Icaraí, dos anos 70. Mas veja lá o que postei agora há pouco. Criaram um solução factoíde para a questão de destruição da orla municipal de Caucaia. E "esta emenda talvez seja muito pior que o soneto". O "brilhante" projeto está dentro da SEINFRA CAUCAIA guardado a sete chaves e assegura-se que o mesmo vai ser feito por cima de pau e concreto. Que a solução é esta e pronto!

josé sales disse...

Enquanto isto a revisão do Plano Diretor Municipal que deveria enfocar em destaque a questão ambiental em Caucaia, pois o município faz parte do Litoral Sol Poente, um prioridade requalificação do PRODETUR II/ CE continua em "banho maria". A Administração anterior não gostava de ouvir falar na expressão planejamento e muito menos na expressão complementar: participativo. E o que se escuta agora é que as "diretrizes são outras". Entretanto não se sabe quais são elas? Com a palavra os responsaveis pelo reordenamento e estruturação do território em Caucaia.

Anônimo disse...

Estamos surpresos com a parcialidade do post. E por que os Arrudas, aliados dos barraqueiros (e co-proprietários, segundo a "rádio-garçon") não construíram nenhuma obra de contenção ao longo dos últimos 16 anos? Já ouvi depoimentos elogiosos ao Prefeito em outras áreas, como na Educação.

Anônimo disse...

Olha essa dupla José Sales e Vanda Claudino vai longe. Vão gostar de aparecer assim na......

Marcos José Bastos disse...

esse prefeito com nome de Washington é um tremendo demagogo!!Ainda ontem assisti uma equipe da Revista Veja fazendo matéria sobre a perca de praias no Ceará.Algumas pessoas estavam sendo entrevistadas por uma reporter e todas elas mostravam indignação com a falta de bom senso do prefeito de Caucaia.

Vanda Claudino Sales disse...

Prof. José Sales, essa proposta do muro de contenção é um contra-senso! Destrói qualquer possibilidade de regeneração das praias que estão em erosão, e ainda empurram a erosão para oeste, para cada vez mais longe..existem regiões costeiras do mundo com centenas de quilômetros de praias destruídas e transformadas em concreto, e o Ceará vai nesse rumo...quem vier aqui no futuro, terá talvez um super-aquário, mas não haverá praias no entorno. A questão é, um paredão desses interessa bastante às construtoras, que sempre lucraram às custas dos nossos prejuízos socioambientais. O professor tem completa razão!

mikaenzo disse...

Meu caro Eliomar, tive a oportunidade de visitar a Barra Nova em viagem de férias a Alagoas, e vi o muro de contenção lá construído. Além de conter o avanço do mar, deixou a paisagem local muito hamoniosa,com total acesso para população,bem melhor que espigões e gabiões que costumam juntar ratos. Se o prefeito escolheu essa solução está de parabéns!