terça-feira, 5 de maio de 2009

MP ABRE NOVA INVESTIGAÇÃO CONTRA EX-DIRETOR DO SENADO

"Alvo de sindicância interna no Senado, o ex-diretor de Recursos Humanos João Carlos Zoghbi entrou agora na mira do Ministério Público Federal. O procurador Gustavo Pessanha Velloso vai investigar as suspeitas de que Zoghbi teria recebido propina de R$ 2,3 milhões do Banco Cruzeiro do Sul em troca da renovação de um contrato para oferecer crédito consignado a servidores do Senado.
Mais cedo, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), havia determinado ao corregedor Romeu Tuma (DEM-SP) que acionasse o MP para participar das investigações.
A investigação criminal foi aberta nesta segunda-feira e tem como base reportagens da revista "Época" que acusaram Zoghbi de usar uma ex-babá como laranja em empresas de fachada para receber comissões em negócios do Senado. Ele já era alvo de uma outra investigação do MPF por ceder um apartamento funcional em Brasília a um filho sem vínculos com a Casa."

(O Globo)

Um comentário:

A.Morais disse...

Assim vai ser danado. Vão descobrinnho os movados dele e ele vai descobrindo os dos outros e haja noticia para imprensa.