domingo, 8 de fevereiro de 2009

PONTE DA SABIAGUABA - SETE ANOS DE DESCASO

"Um exemplo claro da burocracia do setor público. Esta é a melhor definição que podemos dar às obras de construção da ponte da Sabiaguaba, pensada, em 2002, para fazer a ligação entre as praias do Futuro e da Sabiaguaba, dois pontos distintos do litoral que banham a Capital cearense. Entre idas e vindas, a construção teve início em maio de 2002. Sob a responsabilidade da Prefeitura de Fortaleza, sofreu quatro paralisações, consumiu R$ 8 milhões em recursos da União e da Prefeitura, causou polêmica ambiental, passou para a responsabilidade do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit) e continua, sete anos depois, sem servir ao turismo e à população de Fortaleza. E com um detalhe: passará por um novo processo licitatório e irá consumir mais R$ 10 milhões.Hoje, apenas uma estrutura de concreto, corroída pela maresia e pela ação dos agentes climáticos dentro do rio Cocó, é o que resta de todos os recursos do bolso do contribuinte que foram destinados àquela obra. Desde 2005 que os trabalhos estão paralisados. O local, tomado pelo lixo, serve hoje como esconderijo para delinqüentes e usuários de drogas. Segundo o superintendente do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte (Dnit), Guedes Neto, hoje a ponte já está com 75% das obras concluídas, o que custou R$ 8 milhões. O valor para a conclusão do projeto, porém, chega aos R$ 10 milhões, segundo os números atualizados do novo projeto, totalizando um gasto de R$ 18 milhões aos cofres públicos, graças ao atraso de 7 anos que, se não tivesse ocorrido, a ponte já estaria à disposição da população e teria custado pelo menos R$ 5 milhões do deverá custar."

* Do Diário do Nordeste, leia aqui.

3 comentários:

Pedro Sampaio disse...

Resido no Porto das Dunas e sei da importância dessa obra que é essencial para o crescimento do turismo e da Região da Sabiaguaba, Praia do Futuro, Porto das Dunas e adjacências, agora tendo a frente desse projeto o novo diretor do DNIT Guedes Neto, que tem demonstrado ser um bom gestor agindo com muita competência e dinamismo, acredito fielmente na conclusão da ponte, se não for concluída agora, nunca mais!

Anônimo disse...

Descaso também :
1. em diversos reparos efetuados pela CAGECE ao "tentar" fechar os buracos. O serviço é de péssima qualidade e o desnivelamento se instala nas ruas de Fortaleza.
2. a inércia das regionais que parece não realizar uma só inspeção nas ruas da cidade. Em abril de 2007 reclamei pelo Fala Fortaleza de um buraco na calha em plena Antonio Pompeu com Assunção e até hoje nada foi feito embora todos falem mal da mãe da prefeita quando caem naquele buraco.
3. Outra calha na Pereira Filgueiras com Dom Joaquim, quando a própria genitora pode ouvir os palavrões se estiver no Mercado dos Pinhões.
4. Aqueles enormes buracos em frente ao Hospital Antonio Prudente em plena Aguanambi.

Paulo Marcelo
UECE

Anônimo disse...

"...e teria custado pelo menos R$ 5 milhões do deverá custar."????????